Florianópolis
Jefferson Saavedra

Saavedra

Saavedra

Jefferson Saavedra traz análises e notícias exclusivas dos assuntos mais relevantes do Norte catarinense, com foco nos bastidores de todos os temas que envolvem especialmente Joinville e região, como política, segurança, mobilidade, saúde e educação.

Saavedra

Porto de São Francisco do Sul receberá mais de R$ 40 milhões e vai duplicar operações

Por Saavedra

24/02/2018 - 13h15

*Por Luan Martendal, interino O colunista Jefferson Saavedra está de férias. Volta a escrever neste espaço no dia 8 de março. Concluída a transição da administração do Porto de São Francisco do Sul, no Litoral Norte catarinense - de autarquia para Sociedade de Propósito Específico (SPE) - os R$ 115 milhões, em caixa do terminal, começam a ter destinação conhecida. Há pouco mais de um mês à frente da gestão do porto, a subsidiária da empresa estadual SCPar prevê investimentos que podem ultrapassar R$ 40 milhões nos próximos dois anos. O subsídio faz parte da estratégia de crescimento do porto nos próximos anos e acompanha os resultados de movimentação da unidade portuária. A expectativa é de que em 2018 o movimento de cargas (entre importações e exportações) seja 10% maior que o registrado no ano passado, quando passaram pelo terminal 12,188 milhões de toneladas em mercadorias. Essa quantidade é 17% superior ao contabilizado um ano antes. Para suprir as novas necessidades e impulsionar a competitividade perante os demais portos brasileiros, o diretor-presidente do SCPar Porto de São Francisco do Sul, Luís Furtado, garante que uma série de obras deve ser iniciada ainda neste ano. Entre as prioridades está o restauro de toda a rede elétrica do porto, ao custo de R$ 2 milhões, e a instalação, já em curso, de sete novas torres de iluminação no valor de R$ 4,3 milhões. Outros investimentos são o aterramento de uma área alagada que vai possibilitar maior circulação de mercadorias e construção de um armazém, orçado em R$ 5 milhões. Desafios ainda maiores estão em curso com o intuito de melhorar a capacidade operacional. O primeiro deles, com edital aberto neste mês, prevê a instalação de um segundo portão de acesso ao porto, contendo três balanças - a atual possui apenas duas. Essa medida visa duplicar a operação e servir de caminho para reduzir o tempo de descarregamento das cargas. O total do aporte é estimado em R$ 4,7 milhões. — Com esses projetos tornamos o porto muito mais competitivo, porque hoje o que o armador quer é que o navio dele fique o menor tempo possível atracado. Quanto mais rápido o navio opera, menor se torna o valor da operação, o que deixa o porto bastante atrativo — pondera Furtado. Outros recursos estão sendo empregados no capital humano e em mudança no sistema de gestão. Esses, embora com menor investimento financeiro, trazem benefícios e impactos diretos no ambiente de trabalho dos cerca de 220 servidores do terminal. Mais a longo prazo é projetada ainda a derrocagem da Laje do Barata, que dificulta a manobra de grandes navios no complexo portuário, uma oportunidade que a unidade deseja abarcar no futuro. O que está previsto Implantação de novas torres de iluminação Custo estimado: R$ 4,3 milhões Execução: Iniciada no final do ano passado, esta obra pretende ampliar de uma para oito a quantidade de torres de iluminação em funcionamento na unidade portuária. A instalação total das torres deve ser concluída em até seis meses. Reforma das subestações de energia e rede elétrica Custo estimado: R$ 2 milhões Execução: A licitação para a troca de todo o sistema elétrico do porto é considerada prioritária e deve ser concluída no mês de março. A previsão é de que o processo de revitalização termine seis meses após a ordem de serviço. Construção de novo portão de acesso (Gate-in) Custo estimado: R$ 4,7 milhões Execução: O edital de licitação para a construção do novo portão de acesso do porto foi lançado neste mês. O “gate-in” deverá conter três balanças, possibilitando duplicar a capacidade de operação do terminal, que já conta com um portão e duas balanças. A empresa que vai guiar as obras deve ser definida em até dois meses e a previsão é de que o espaço esteja pronto oito meses após dada a ordem de serviço. Aterro do Berço 201 Custo estimado: R$ 8 milhões Execução: Ampliado em 2014, o Berço 201 serve de ponto de atracação de navios e conta atualmente com uma área alagada que será aterrada. A intenção com o aterro é ampliar, ainda neste ano, a área destinada ao armazenamento de mercadorias. Construção de novo armazém de carga geral Custo estimado: R$ 5 milhões Execução: O projeto ainda segue em concepção e a expectativa é de que a licitação para a obra ocorra neste ano, sendo concluída no início de 2019. O planejamento é construir um armazém de carga de 15 mil metros quadrados para abrigar itens diversos como madeira, celulose e produtos siderúrgicos. Depois de licitado o empreendimento deve ser concluído em um prazo de seis meses. Derrocagem da Laje do Barata Custo Estimado: R$ 20 milhões Execução: Ainda em fase de contratação do projeto, a derrocagem da Lage do Barata é vista como necessária porque dificulta a entrada de navios maiores como, por exemplo, de contêineres. Isso porque, apesar de não haver demanda hoje, no futuro, a chegada desses navios pode ser prejudicada devido à manobra ocorrer na baía onde a laje está contida. Na melhor das hipóteses o investimento ficará pronto entre o mês de julho do ano que vem e o início de 2020. Leia todas as publicações de Saavedra

Continuar lendo
Maykon Lammerhirt/Arquivo A Notícia

Definida data de leilão da ex-sede da Gered em Joinville

Por Saavedra

23/02/2018 - 14h14

*Por Luan Martendal, interino A Secretaria de Estado da Administração (SEA) de Santa Catarina lançou o edital de licitação para leiloar o prédio que abrigou a Casan e, posteriormente, a sede da Gerência Regional de Educação (Gered), em Joinville, entre os anos de 1990 e 2000. O edifício, avaliado em R$ 5,1 milhões, será posto para concorrência pública com outros 13 bens do governo estadual, que juntos, somam a cifra de R$ 26,67 milhões.  O leilão de venda dos imóveis ocorre na modalidade de maior oferta, tendo data limite para entrega dos envelopes de habilitação e proposta de preço até o dia 19 de março. No mesmo dia, às 15h, será realizada a abertura do leilão no auditório da SEA.  O prédio de 1,9 mil metros quadrados, da Rua Senador Felipe Schmidt, pertence ao Estado desde 2012 por meio de permuta entre o governo e a Centrais Elétricas de Santa Catarina (Celesc). A estrutura está interditada há mais de seis anos. Sua desocupação, à época, ocorreu por causa de goteiras, rachaduras, infiltrações e problemas elétricos. Além da ex-sede da Gered de Joinville, o governo pretende vender dois apartamentos em Lages, um terreno em Rio do Sul, um terreno em Araranguá, além de propriedades em Canoinhas, São José, e São José do Cedro. O edital contempla ainda o leilão de outros dois terrenos, um edifício comercial e uma sala localizados em Florianópolis e um lote e um ponto comercial, em Blumenau. Conheça a história de prédios públicos que estão "abandonados" em Joinville Leia mais publicações de Saavedra

Continuar lendo

Lançado Plano Municipal de Saúde de Joinville para os próximos quatro anos

Por Saavedra

23/02/2018 - 14h03

*Por Luan Martendal, interino O colunista Jefferson Saavedra está de férias. Volta a escrever neste espaço no dia 8 de março. A Secretaria da Saúde de Joinville oficializou o novo Plano Municipal de Saúde para os próximos quatro anos. O planejamento é o principal instrumento de gestão da área e define as intenções e as metas traçadas pela secretaria entre 2018 e 2021, no município. No plano foram destacados objetivos para a Atenção Primária de Saúde, constituída em Joinville por 57 Unidades Básicas de Saúde, além do serviço especializado — este abrangendo 17 atividades ambulatoriais e pré-hospitalares. São compreendidos os três pronto-atendimentos municipais e oito hospitais (três públicos, um filantrópico e quatro privados). São parte dos avanços esperados, por exemplo, a construção, reforma e ampliação das unidades da Rede de Atenção Primária à Saúde, de 30 em 2018 para 55 em 2021. É prevista elevação no número de participantes do programa de prevenção à doenças como diabetes, hipertensão e obesidade, de 10% neste ano para 25 no término do período. Existe ainda indicativo de implantação de uma farmácia solidária em 2019 e criação de centros especializados, um de referência ao diabético (2019) e outro de reabilitação (2020). Estão no radar também a redução do tempo médio de permanência dos pacientes nos prontos-socorros e elaboração de um núcleo para o atendimento de crianças vítimas de violência. Recursos para a saúde O secretário da Saúde de Joinville, Jean Rodrigues, retorna hoje de Brasília com boas perspectivas de investimentos para a área. Durante a semana, ele e técnicos da pasta, peregrinaram pelos gabinetes dos deputados e dos três senadores da bancada catarinense no Congresso Nacional com objetivo de conseguir recursos, via emenda parlamentar. O balanço desta viagem resultou no comprometimento por parte dos parlamentares, no valor de R$ 7,5 milhões em repasses para a Saúde no Município. Emenda impositiva O deputado federal Marco Tebaldi (PSDB) decidiu encaminhar, por meio de emenda parlamentar, a liberação de R$ 1,5 milhão para a Saúde em Joinville ao longo do ano. Do montante, R$ 450 mil e R$ 350 mil serão destinados, respectivamente, para as unidades básicas de saúde Bakitas e Jardim Edilene. Outros R$ 300 mil ficarão para o Hospital Materno Infantil. Já o Hospital Bethesda e a Fundação Pró-Rim receberão a quantia de R$ 200 mil cada um. O informe da decisão deve ser feito até o dia 28 ao Ministério da Saúde. No entanto, as unidades contempladas devem aguardar o empenho do dinheiro pelo Governo Federal. Leia todas as publicações de Saavedra Veja também: Prefeitura encaminha projeto do estacionamento rotativo

Continuar lendo

Vereadores discutem proposta de mão inglesa em seis ruas de Joinville

Por Saavedra

23/02/2018 - 13h04

A proposta de implantação de mão inglesa em seis ruas ou trechos de mão dupla em outras duas vias, onde hoje o tráfego é de sentido único, foram tema de debate na Comissão de Urbanismo da Câmara de Vereadores de Joinville, na última quarta-feira (21). As propostas são do vereador Fabio Dalonso (PSD) e foram apresentadas a técnicos da Secretaria de Planejamento Urbano e Desenvolvimento Sustentável (Sepud) e do Departamento Municipal de Trânsito (Detrans). Pela iniciativa, serão analisadas a possibilidade de implantação de mão inglesa em parte das ruas Major Navarro Lins (Anita Garibaldi), Barbalho (Boa Vista), Germano Wetzel e Otto Nass (Bom Retiro), Regente Feijó (Glória) e Salto Veloso (Iririú). Já a análise para viabilidade de mão dupla ocorre em trechos da rua Ministro Calógeras (Centro/Bucarein) e Coronel Francisco Gomes (Bucarein/Anita Garibaldi). Leia mais na coluna de Jefferson Saavedra

Continuar lendo

Vereador cobra manutenção para os abrigos de ônibus da Rodovia do Arroz

Por Saavedra

23/02/2018 - 12h59

*Por Luan Martendal, interino O colunista Jefferson Saavedra está de férias. Volta a escrever neste espaço no dia 8 de março. A falta de manutenção nos abrigos de ônibus instalados ao longo da Rodovia do Arroz, no bairro Vila Nova, motivaram o encaminhamento de um ofício pedindo providências ao Departamento de Transportes e Terminais (Deter) e à Agência de Desenvolvimento Regional de Joinville (ADR). O documento é assinado pelo vereador Adilson Girardi (SD), que cobra responsabilidade pelo cuidado dos pontos. Na solicitação ele denuncia “o péssimo estado dos equipamentos públicos, o que prejudica seu uso pelos usuários do transporte coletivo”. SANÇÃO OU VETO Aprovada nesta semana, no Plenário da Câmara de Vereadores de Joinville, alteração nas leis que regulamentos os serviços de transporte escolar e executivo do município. Antes os prestadores desses serviços só poderiam utilizar veículos próprios para a atividade, agora a mudança prevê permissão para que eles possam utilizar os que estejam em sistema de arrendamento (quando o bem pertence  instituição financeira). O próximo passo agora é a sanção ou veto do texto pelo prefeito Udo Döhler SOMBRA E FRUTA FRESCA

Continuar lendo

Projeto da região metropolitana de Joinville tramita na Alesc

Por Saavedra

23/02/2018 - 09h40

*Por Luan Martendal, interino O colunista Jefferson Saavedra está de férias. Volta a escrever neste espaço no dia 8 de março. O Projeto de Lei Complementar (PLC) 0002.9/2018, que institui a Região Metropolitana de Joinville (RMJ), já está em tramitação na Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc). A proposta de autoria do governo estadual tramita em regime ordinário e aguarda designação do relator na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) - primeira a analisar o projeto. Depois segue para as comissões de Finanças e Tributação e de Transportes e Desenvolvimento Urbano, antes de ser votado em plenário. POTENCIAL TURÍSTICO Dois municípios da região norte estão na lista dos 25 municípios catarinenses que avançaram de categoria no Mapa do Turismo brasileiro. Garuva e Rio Negrinho foram classificados em nível ‘C’, entre as cidades que registraram crescimento econômico no setor. Com a classificação, ambas podem pleitear apoio a eventos geradores de fluxo turístico, que abrange somente municípios classificados em nível ‘A’ e ‘D’ pelo Ministério do Turismo. O desempenho dá direito a um limite de até R$ 400 mil em investimento turístico, tanto para Garuva quanto para Rio Negrinho. PROTEÇÃO A Secretaria de Saúde de Schroeder lançou ontem uma campanha de vacinação em dez escolas municipais para reforçar a imunização dos adolescentes contra o HPV e a meningite. O alvo da ação são meninos de 12 e 13 anos e meninas entre nove e 14 anos. As vacinas seguem até o dia 23 e, além das escolas, será disponibilizada nas unidades de saúde do Centro, Schroeder I e ESF 3. Segundo a secretaria, estão liberados da imunização somente aqueles que apresentarem o termo de recusa assinado pelos responsáveis. A apresentação da carteira de vacinação também é obrigatória. NOVA FROTA A prefeitura de Mafra substituiu a frota de ônibus escolares do município para o atual ano letivo e começou uma campanha nas escolas para preservação dos bens públicos. Foram adquiridos 10 novos coletivos com investimento de R$ 2,5 milhões, em substituição aos 14 veículos usados até o ano passado. A campanha junto aos alunos e responsáveis se dá em decorrência do estado de depredação que ficaram os ônibus antigos após o uso e, na tentativa de inibir atos contra o patrimônio. Leia todas as publicações de Saavedra Veja também: Prefeitura encaminha projeto do estacionamento rotativo

Continuar lendo

Novo cálculo do Índice de Participação dos Municípios garante R$ 400 mil a mais para Joinville

Por Saavedra

23/02/2018 - 01h52

*Por Luan Martendal, interino A Secretaria de Estado da Fazenda republica hoje (quinta) o Índice de Participação dos Municípios 2018 de Santa Catarina. A mudança garante R$ 400 mil a mais sobre a arrecadação do ICMS para Joinville, entre março e dezembro. O novo cálculo do IPM é resultado de uma ação que colocou fim a depósitos judiciais que vinham  sendo realizados mensalmente para Anita Garibaldi (o valor estava indisponível para uso e agora está disponível para o rateio entre os municípios). Leia todas as publicações de Saavedra

Continuar lendo

Governador confirma repasse para obras na rua Prudente de Morais, no Santo Antônio

Por Saavedra

22/02/2018 - 13h07

*Por Luan Martendal, interino O governador de Santa Catarina, Eduardo Pinho Moreira, assinou o repasse de R$ 3.966.808,88 para obras na Rua Prudente de Morais, no bairro Santo Antônio, em Joinville. A confirmação foi feita em reunião na tarde de ontem entre o governador e o prefeito de Joinville, Udo Döhler. Com os recursos estão previstas a adequação de toda a rede de microdrenagem, pavimentação asfáltica e sinalização de trânsito ao longo dos 2,1 quilômetros da via. O dinheiro já foi repassado pela Secretaria de Estado da Infraestrutura para o Município e o projeto de recuperação da Prudente de Moraes já está pronto. Emenda O município de Barra Velha será incluído nas cidades que podem fazer parte da Região Metropolitana de Joinville. A proposta que prevê a criação da nova região está em tramitação na Assembleia Legislativa. O deputado Darci de Matos (PSD), relator do projeto, é o autor da emenda que propõe a inclusão. A intenção é reunir Joinville, Araquari, Balneário Barra do Sul, Barra Velha, Campo Alegre, Garuva, Itapoá e São Francisco do Sul em uma área metropolitana. Leia todas as publicações de Saavedra

Continuar lendo

Vereadores debatem restrição de tráfego de cargas tóxicas na Serra Dona Francisca

Por Saavedra

22/02/2018 - 10h44

*Por Luan Martendal, interino A Câmara de Vereadores de Joinville começou a debater na terça-feira (20) a possibilidade de proibição do tráfego noturno de veículos com cargas tóxicas e perigosas na Serra Dona Francisca (SC-418). Motivada por um pedido do vereador Fabio Dalonso (PSD), a reunião teve como pano de fundo a preocupação de que um acidente contamine os rios e prejudique o abastecimento de água em Joinville. Essa reunião serviu para ouvir os envolvidos no processo e com intenção de reunir elementos para, na medida do possível, reivindicar um pedido junto aos deputados estaduais, que detém o poder de deliberação e voto sobre o tema, e chamar a atenção das autoridades estaduais de trânsito. Durante o encontro, a Defesa Civil informou que há três anos não são registrados acidentes com cargas perigosas no trecho da Serra. O Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Cubatão destacou também que já há um plano de contingências e emergências para o caso de alguma catástrofe ambiental. Carta de crédito Oito famílias que registraram prejuízos em decorrência das chuvas de janeiro, em São Francisco do Sul, foram contempladas com cartas de crédito no valor de R$ 4 mil, do Fundo Comunitário de Reconstrução. A distribuição foi feita pela Defesa Civil do Estado na última terça-feira e os recursos devem ser utilizados para a compra de móveis e eletrodomésticos. O valor entregue às famílias faz parte de uma arrecadação do Instituto Comunitário Grande Florianópolis, por meio de doações de pessoas físicas e jurídicas. Em Santa Catarina foram mobilizados R$ 253,3 mil, que serão destinados para 44 famílias em nove municípios. Leia todas as publicações de Saavedra

Continuar lendo

Prefeitura encaminha projeto do estacionamento rotativo

Por Saavedra

22/02/2018 - 10h05

*Por Luan Martendal, interino O colunista Jefferson Saavedra está de férias. Volta a escrever neste espaço no dia 8 de março. Prefeitura de Joinville encaminhou ontem, para análise do Tribunal de Contas do Estado, o projeto do estacionamento rotativo que será implantado na cidade. O encaminhamento ao órgão fiscalizador é uma formalidade que o município avalia como importante para evitar qualquer problema legal, antes de realizar licitação da concessão do serviço. A previsão é que após análise do TCE, o edital seja lançado num período de 60 dias. A lei sobre o sistema do estacionamento rotativo já foi aprovada pela Câmara em 2016. Joinville está há quatro anos sem estacionamento rotativo. A volta desse sistema visa dar maior  fluidez de veículos, numa cidade que tem uma frota de quase 400 mil veículos e que o automóvel é o meio de transporte mais usado para deslocamentos. Na primeira fase de implantação do sistema, serão oferecidas 2,11 mil vagas. Num segundo momento, serão outras 1,16 mil. Ao todo, o sistema rotativo contará com um total de 3.276 vagas, incluindo espaços para carga e descarga, idosos e pessoas com deficiência com comprometimento de mobilidade. O novo sistema de estacionamento de Joinville é inovador nas políticas públicas nacionais, porque destinará toda a outorga que cabe ao município em ações de mobilidade urbana. Do montante arrecadado, 30% da receita será destinada ao Departamento de Trânsito – Detrans para ações de fiscalização do contrato e sinalização de trânsito e o restante (70%) será destinado ao Fundo Municipal de Mobilidade, que investirá em ações voltadas ao transporte sustentável de pessoas. Leia todas as publicações de Saavedra

Continuar lendo
Jefferson Saavedra

Saavedra

Saavedra

Jefferson Saavedra traz análises e notícias exclusivas dos assuntos mais relevantes do Norte catarinense, com foco nos bastidores de todos os temas que envolvem especialmente Joinville e região, como política, segurança, mobilidade, saúde e educação.

publicidade
publicidade
publicidade
publicidade
Florianópolis
© 2017 NSC Comunicação
Florianópolis
© 2017 NSC Comunicação